Sobre Amor e outras drogas

Borboleta

Ela voa

Livre

Dona de si

Para onde quiser

Única

 

Ela voa

Espalhando cores

E beleza

Por qualquer lugar que tenha uma flor digna

 

Ela voa

Mas não foi sempre assim

Passou por muitas coisas

Até chegar aqui

 

Ela voa

Sem pressa

Sem horários

Voa feliz

 

Ela voa

Nos campos

Nos estômagos

Em sonhos sigilosos

E dimensões secretas

 

Ela voa

Conhece sua história

Despertou do casulo que a prendia

E se tornou inspiração

 

Ela voa

Uma borboleta

Que aprendeu a não ter medo

De voar


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *