Sobre Amor e outras drogas

Holo – Parte V

– Machos. Mesmo apaixonados são previsíveis, até uma próxima Max. Agora vamos ao que interessa. Sabe Holo, eu nunca realmente entendi qual a razão de todos gostarem tanto de você. Você foi a primeira a se desvirtuar, a abandonar sua razão de existência e ainda assim tem um dos nossos que ainda te ama e tem a ajuda da Senhora. Sério, o que você tem a mais que os outros? Você nem mesmo lembra de quem é. Anda logo, saia de onde está escondida e venha me encarar sua covarde! Isso se tiver coragem, não é? Ah não, você sempre preferiu ir por onde era mais fácil, sempre olhando para o próprio umbigo e se fazendo de vítima do próprio destino. Você ao menos merece o esforço de te matar Holo. Você chegou ao fundo do poço garota, conseguiu cair numa armadilha ridícula e expor nossa existência para um bando de maníacos imbecis, meus parabéns. Vamos, venha até aqui dizer que estou errada. Venha olhar nos meus olhos e falar que é tudo parte de um plano maior, venha dizer suas mentiras na minha frente. Sua vadia sem escrúpulos. É bom não fazer eu abrir todas as portas dessa casa até te encontrar, não estou com vontade nenhuma de brincar de gato e rato hoje. Preciso terminar logo com você para poder curtir a noite com o Max, mostrar para ele como uma mulher de verdade é, isso se ele sobreviveu na queda lógico, ele nunca foi forte o suficiente para nada mesmo, é tão inútil quanto você. Acelera o passo Holo, eu sei que você está procurando um jeito de morrer a muito tempo, eu só vim te oferecer uma ajuda, posso até considerar fazer isso sem muita dor, prometo que vou me concentrar e manter minha palavra, quem sabe você aprende isso antes de partir. Um. Dois. Três. Tudo bem, vai ser do jeito difícil então.

– Eu não preciso dos meus poderes para acabar com você.

– Ora, ora. Resolveu sair do casulo?

– Não. Eu posso muito bem não lembrar direito da minha história Jasmine, mas não vou deixar nada ficar no meu caminho.

– Seu caminho para o que garota? Se enxergue você não tem nada, não tem para onde ir, não tem você mesma.

– Isso não me importa. Sou eu quem mando na minha vida, não você.

– Então venha, estou esperando isso faz muito tempo. Quando eu terminar, você será minha escrava pessoal, isso se eu tiver alguma piedade.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *