Sobre Amor e outras drogas

Joshua – Yucca

Quase como um sussurro ela canta baixinho enquanto dedilha a melodia no velho violão:

 

“ah la la la de day… ah la la la… hallelujah… I’m running… ah la la la… hallelujah… ah la la la de day… “

 

É como uma oração inaudível repetida até a exaustão enquanto a ponta acessa do cigarro se esforça para iluminar o canto escuro onde ela está, entre a porta de ferro e o último lance das escadas de incêndio.

A luz esverdeada do indicador de saída emergencial não consegue a iluminar, sua luz fraca e instável para perto dos pés molhados pela caminhada feita no meio da tempestade que ainda caí lá fora. Entre trovões e barulho de água sendo carregada pelo vento forte é cada vez mais difícil ouvir os acordes que as mãos trêmulas tocam. Quando ela se move, muito pouco para a frente, o que é raro, é possível ver seu cabelo encharcado, colado ao rosto, enquanto as lágrimas caem pela maquiagem manchada e olhos vermelhos de dor e raiva.

 

Cantando em transe: ” ha-lle-lu-jah… ah la la la de day…”

 

Ela se sente cansada, já havia desabafado em algumas outras oportunidades. Ela diz que ama viver, mas que as vezes parece que apenas roda em círculos, sempre correndo para ficar parada no mesmo lugar. Por mais que saiba que não é verdade e que o pecado não exista.

 

Por isso ela canta, para deixar a tempestade dentro dela ir embora.

 

hallelujah… ah… la la la…”

 

Ela canta até o cigarro acabar e a brasa que consome o filtro queimar de leve seus doces lábios finos, ao mesmo tempo que a chuva faz uma pausa.

Quando me vê, sentado abaixo do aviso luminoso, esperando pacientemente, é como se acordasse de uma longa noite debaixo do frio da gélida neve. Me encara por alguns momentos, pousando o violão de anos ao seu lado e me abraça tremendo assustada, com urgência e alívio.

 

No silêncio, as lágrimas param de jorrar, seu coração se acalma e ela adormece, ao passo que sua voz ainda ecoa, diminuta, através do tempo.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *